16 de abril de 2014

Falta merenda, uniforme e material escolar nas escolas municipais de Guarulhos

No inicio das aulas da rede municipal de Guarulhos no dia 4 de fevereiro de 2014, uma série de problemas que mostram o descaso do município com o tema educação vieram à tona. As crianças passaram a primeira semana na escola sem merenda escolar, comendo apenas bolachas ou cereais que haviam sobrado de 2013. 

A Prefeitura muito questionada disse que estava encaminhando a licitação de compras de alimentos e que na semana seguinte o envio de merenda iria novamente ser normalizado. Porém os professores, funcionários e usuários da rede municipal perceberam a falta de qualidade na alimentação oferecida, pouca oferta de frutas e saladas que são servidas apenas 2 vezes por semana, o feijão que passou a ser servido também apenas 2 vezes por semana e muitas escolas que ficaram sem feijão, macarrão. A carne vermelha que havia desaparecido das escolas em 2013, voltou em 2014, porém o frango e o peixe sumiram. Arroz com ovos mexidos passou a ser o prato principal do cardápio.

Outro grande descaso é que estamos no mês de abril e a prefeitura ainda não entregou os materiais escolares e nem os uniformes para as crianças e sequer deu um prazo para realizar a entrega. Quando questionado pela população o secretário da Educação da cidade Moacir/PT alegou ter problemas nos prazos legais com as empresas vencedoras da licitação e que estas haviam atrasado a entrega por terem uma demanda muito grande.

Porém, que prazos legais são esses que permitem que as crianças fiquem sem o material adequado para frequentarem as aulas todo esse tempo? Já se passou um bimestre do inicio das aulas e até agora nada. A prefeitura de Guarulhos tem por tradição entregar os materiais atrasados, ano passado os kits foram entregues em março, 1 mês após o inicio das aulas, no retrasado também. O Prefeito e o Secretário fazem questão de entregar o material pessoalmente à população, armam um palco dentro da escola, fazem um comício de aproximadamente 1 hora e após fazem a entrega dos kits, e tratam o atraso na entrega dos materiais como normal, dizem que os alunos tem um mês para se adaptarem a rede, e que as crianças acabam trocando de escola por isso entregam os kits depois. Um total absurdo e desrespeito com as famílias que se vêem obrigadas a desembolsar dinheiro para a compra de material para as crianças frequentarem as aulas nos primeiros meses do ano.

Além disso, no final de 2013 a Prefeitura iniciou o Programa Leite em Casa, os alunos retiraram em novembro 1 lata de leite na escola e os refis com 2 kg de leite cada seriam enviados pelo correio na residência dos alunos, passado 5 meses em março apenas 20% das crianças da cidade haviam recebido o leite. A Prefeitura foi novamente denunciada e foi obrigada a fazer uma operação as pressas mandando um protocolo as crianças para retirarem o leite, o que gerou também muita confusão.

As crianças usuárias da rede municipal de Guarulhos sofrem diariamente todos esses problemas, soma-se a isso a falta de professores, as péssimas condições das unidades escolares, algumas ainda construídas de amianto ou lata. Classes super lotadas com até 40 alunos, um número cada vez maior de alunos com até 13 anos que não sabem ler ou escrever. A qualidade do ensino é péssima.

Na última semana o Tribunal de Contas do Estado encontrou irregularidades na licitação da merenda da cidade, o governo havia dividido a compra de alimentos hortifrutigranjeiros em dois blocos, o que tirava diversas empresas da concorrência e beneficiava grupos de supermercados segundo a denúncia. O contrato tem valor de 12,8 milhões de reais. A prefeitura será obrigada a refazer a licitação. Porém nenhuma punição ao prefeito ou a administração de Guarulhos é citada.

Guarulhos é uma Prefeitura administrada pelo Partido dos Trabalhadores há 14 anos e não garante sequer uma alimentação saudável a sua população em idade escolar. O PT que diz governar para os trabalhadores vem tratando a educação com muito desprezo. E ainda emprega muito mal os poucos recursos que tem a educação. É preciso mudar, a educação deve ser uma das prioridades assim como a saúde e o transporte público da cidade. A prefeitura precisa organizar e aumentar os investimentos na área, construir mais escolas para diminuir a quantidade de alunos em sala de aula, contratar mais professores, realizar um planejamento para entregar os materiais e uniforme antes do inicio das aulas e melhorar a qualidade da merenda contribuindo para o desenvolvimento das crianças. O acesso à educação pública e de qualidade em todos os níveis deve ser efetivamente um dever do Estado e um direito dos trabalhadores e de seus filhos.

- Pela entrega imediata dos materiais escolares e uniformes em Guarulhos!

- Mais qualidade na merenda escolar da cidade! Punição a todos os envolvidos no contrato irresponsável de compra de merenda escolar!

- Pelo atendimento de toda a demanda! Garantia de creches públicas em período integral e de qualidade! 

- 10% do PIB para a Educação Pública Já!

- Contra os convênios e parcerias público privadas! Fim da precarização dos(as) trabalhadores da Educação!

Fonte: PSTU Guarulhos

0 comentários:

Postar um comentário